quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

Mensagem

"Aprendi que um homem só tem o direito de olhar o outro de cima para baixo, quando está a ajudá-lo a levantar-se"

Pela Vida, pela Paz, pela Esperança... Feliz Natal e total sucesso em 2010!



Mário Sousa

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Convite


Você é nosso(a) convidado(a) para a leitura dramatizada do texto "A Lição", de Ionesco, dirigida por Mário Sousa, no próximo dia 26/10, segunda-feira, às 19h, no Salão Nobre do Teatro Municipal, no Centro de Niterói.




A Lição, de Ionesco, no Ciclo de Leitura Dramatizada, no Teatro Municipal

O jornalista, professor e diretor universitário de Teatro e Jornalismo, Mário Sousa, dirige a peça " A lição", de Eugene Yonesco, a última da série do Ciclo de Leitura Dramatizada, no dia 26 de outubro, às 19h, na Salão Nobre do Teatro Municipal de Niterói. O elenco é formado por Cristina Fracho, Carlos Fracho e Leandro da Matta
O texto

A dificuldade de comunicação por parte das pessoas no decorrer dos tempos e o cada vez menos entendimento entre elas é o aspecto dominante da peça A Lição. Trata-se de um texto intemporal que nos remete para um grande problema atual e de todos os tempos, de uma forma leve em que um professor e uma aluna levam até aos extremos uma lição em que tudo é dito e nada se aprende.

Ionesco, o ícone do Teatro do Absurdo

Eugene Ionesco, filho de um advogado, foi batizado na religião ortodoxa, à qual pertenceu durante toda a vida. Ainda criança mudou-se com a família para Paris, onde seu pai tornou-se catedrático em leis. Com a eclosão da Primeira Guerra Mundial, seu pai voltou para a Romênia, deixando Eugene e sua irmã aos cuidados da mãe. Entre 1917 e 1919, Eugene Ionesco morou em La Chapelle Anthenaise, cuidando de sua saúde frágil.

Em 1922, voltou a Bucareste para viver com seu pai. Lá fez seus estudos e começou a trabalhar num banco, em 1926. Ionesco cursou a faculdade de francês na Universidade de Bucareste e colaborou com diversos revistas literárias romenas. Em 1934 publicou "Nu!" ("Não!"), uma coletânea de artigos e textos que provocou escândalo no meio literário oficial.

Em 1936, Eugene Ionesco casou-se com Rodica Burileano. Passou a trabalhar como professor de francês e como instrutor no Seminário Ortodoxo de Curtea de Argis e depois no Seminário Central de Bucareste. Também foi editor das páginas literárias de diversas revistas e jornais diários.

Dois anos mais tarde, recebeu uma bolsa do governo romeno para estudar literatura francesa em Paris. Durante a Segunda Guerra Mundial, Ionesco passou por dificuldades financeiras, mas conseguiu alguns trabalhos eventuais, trabalhou como revisor e traduziu as obras do poeta romeno Urmoz.

Em 1948 começou a escrever a peça "A Cantora Careca", que estreou em 1950. Esta anti-comédia, plena de surrealismo verbal, foi uma das principais peças do chamado "teatro do absurdo". Seguiram-se várias outras peças, que marcaram o teatro do Século 20, como "A Lição", "As Cadeiras" e "O Novo Inquilino".

Em 1960 estreou sua obra mais conhecida, "O Rinoceronte". Ionesco tornou-se um escritor de prestígio e em 1971 foi admitido na Academia Francesa. Morreu aos 81 anos, em sua residência, e foi enterrado no cemitério de Montparnasse, em Paris.

Serviço
Leitura Dramatizada da peça " A Lição", de Eugene Yonesco
Direção: Mario Sousa
Elenco: Leandro da Matta, Cristina Fracho e Carlos Fracho
Data: 26 de outubro, Segunda-Feira
Hora: 19 horas
Local: Salão Nobre do Teatro Municipal
End: Rua 15 de novembro, 30, Centro de Niterói
Tels: 2620-1624
Entrada Franca
Capacidade: 90 lugares
Classificação etária: livre
Distribuição de 90 senhas meia hora antes do espetáculo

A realização do Ciclo de Leituras Dramatizadas é da Secretaria Municipal de Cultura, Fundação de Arte de Niterói, Coordenação de Teatro e Fórum de Artes Cênicas, com apoio do Teatro Municipal e da Sala Carlos Couto.



--

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

domingo, 27 de setembro de 2009

Educação, Mostra e Leitura

Projeto piloto de Educação Integral na Ilha da Conceição

O prefeito de Niterói,Jorge Roberto Silveira, anuncia nesta segunda-feira, dia 28/9, na Ilha da Conceição, o início de um Projeto Piloto de Educação Integral, que atenderá estudantes de 6 a 16 anos,inclusive portadores de deficiência, no Centro Social Urbano da Ilha da Conceição.

A proposta do prefeito é consolidar o projeto como uma referência e, após avaliação, ser estendido para outros bairros da Zona Norte da cidade. Crianças da escola Municipal Maestro Heitor Villa- Lobos e do Colégio estadual Zuleika Raposo Valadadares, participarão do programa.


MOSTRA E LEITURA

Com entrada franca, o Fórum de Artes promove nesta segunda-feira, às 16h, no Teatro Municipal, o lançamento da Mostra de Teatro Infantil; às 18h, haverá coquetel com as presenças dos grupos e convidados.Às 19, haverá a leitura dramatizada da peça A Resistência de Adeilade Amaral, com direção de Lúcia Cerrone, no Salão Nobre do Teatro Municipal

sábado, 26 de setembro de 2009

Convite

Fot:Cena do espetáculo Peter Pan (MLR/ Divulgação)



MOSTRA DE TEATRO INFANTIL NO TEATRO MUNICIPAL DE NITERÓI

O Teatro Municipal vai virar um grande espaço infantil em outubro, mês das Crianças, com a realização da primeira Mostra de Teatro Infantil, no período de 3 a 25 de outubro, em todos os sábados e domingos, sempre às 16h, com entrada franca. A cada dia será apresentada uma peça diferente.

O lançamento da Mostra será no dia 28 de setembro, às 16h, no Teatro Municipal, com apresentação da peça Peter Pan, com texto de James Barrie, pela Companhia Teatral Recontando Conto, da instituição Casa Maria de Magdala. Às 18h, haverá uma coletiva com os grupos participantes, solenidade e coquetel.

O Fórum de Artes Cênicas de Niterói é o responsável pela realização da primeira Mostra de Teatro Infantil de Niterói, que tem o objetivo de mostrar o potencial das companhias de teatro da cidade, além de ser um presente da Prefeitura de Niterói às crianças, em homenagem ao mês da Criança.

A Mostra de Teatro Infantil, no seu espírito de inclusão social, pretende, em parceria com as Secretarias Municipal de Educação e Cultura, atender aos alunos da rede Municipal de Ensino e de toda cidade.

As apresentações terão entrada franca, tanto para os alunos da rede de Ensino municipal, assim como para todas as crianças da cidade, basta retirar o ingresso na bilheteria do Teatro, até o limite de lotação do local, que é de 400 lugares.

A primeira Mostra de Teatro Infantil propiciará às crianças terem contato direto com a magia teatral, com todos os seus elementos técnicos e com todo conforto, no maior templo de nossa arte, o Teatro Municipal de Niterói.

Os espetáculos encenados serão: Peter Pan(dias 28/9 e 3/10), comdireção de AndréaTerra; Sabrina, a Bruxinha Cantora (dia 4/10), com autoria e direção de
Ricardo Sanfer; Os Três Porquinhos (dia10/10),
adaptação e direção de Guga Gallo; Festival da Canção na Floresta (dia 11/10),adaptação e direção de Carlos Fracho; Chapeuzinho Vermelho (dia17/10),
adaptação e direção Willy Roessler; Gato pra Cachorro (dia 18/10), autoria de Wagner Duarte e direção de Ricardo Brandão; O Patinho Feio ( dia 24/10), com direção de Ricardo Silva); Meu quarto é um conto ( dia 25/10), com direção de Guto Junior.

segunda-feira, 7 de setembro de 2009

Museu da Imprensa será despejado pelo Estado

URGENTE!

Atenção

amigos, colegas, companheiros, Jornalistas de todos setores da Comunicação; Associação Brasileira de Imprensa (ABI); Sindicato dos Jornalistas do Estado do Rio de Janeiro; Associação Fluminense dos Jornalistas; Associação dos Jornais do Interior; FENAJ; OAB; órgãos de Cultura; faculdades de Comunicação; e todos aqueles e entidades que lutam e se interessam pela preservação de nossos patrimônios e nossa Cultura.

Governo do Estado vai despejar o Museu da Imprensa

A Imprensa Oficial do Governo do Estado do Rio de Janeiro, que tem como presidente Haroldo Zagher, deu prazo até amanhã, terça-feira, dia 8/9, para que a Direção do Museu de Imprensa retire o acervo do Museu, que está no prédio anexo da Imprensa Oficial, na Rua Marques de Olinda, no Centro de Niterói.

O Museu funciona há 7 anos no local, através de um comodato feito com a direção anterior da Imprensa Oficial.

Despejo do Museu da Imprensa revolta Niterói

Carta aberta ao governador Sérgio Cabral

Senhor Governador, Sua parceria com o prefeito de Niterói tem resultado em grandes benefícios para a cidade, mas Governador, se for concretizado o despejo do Museu da Imprensa pelo presidente da Imprensa Oficial, Haroldo Zagher, o senhor ficará na História desta cidade Invicta como o maior depredador de nosso acervo de Comunicação. Este crime, Governador, com certeza, manchará sua biografia e não a do funcionário nomeado para a presidência da Imprensa Oficial.

Governador, sua história de vida, profissional e até política começa pela Comunicação. O senhor é jornalista e sabe do grau da importância de um Museu, principalmente o Museu da Imprensa, hoje ponto de referência para pesquisadores e estudantes da área de Comunicação. Ainda há tempo, Governador, de reverter este quadro.

A população desta cidade, nossa Cultura, nossa História, nossos Valores, nosso Patrimônio, nossa Imprensa, nossos Colegas jornalistas e homens da Comunicação, não podem ser tratados como lixo por uma pessoa, que não tem nenhum compromisso com nossa História. (Mário Sousa é jornalista) Fundador do Museu critica descaso do Estado

Após 7 anos funcionando num prédio anexo a sede da Imprensa Oficial do Estado, na Rua Marques de Olinda, no Centro de Niterói, o Museu da Imprensa será despejado nesta terça-feira, dia 8/9, pelo presidente da empresa, Haroldo Zagher. O fundador e presidente do Museu, o jornalista Jourdan Amora, criticou o tratamento dispensado pelo Estado à Cultura e à Imprensa, especialmente a uma instituição que não recebe nenhuma subvenção ou patrocínio oficial.

Para Jourdan, “enganam-se os que querem calar a imprensa e apagar a sua história, valendo-se do poder efêmero”.

Conferência municipal de Comunicação defende Museu da Imprensa

Após exaustiva plenária, que durou mais de 6 horas, a primeira Conferência municipal de Comunicação de Niterói aprovou mais de 100 propostas, entre elas, a defesa do Museu da Imprensa de Niterói, que será despejado no dia 8/9, pela Imprensa Oficial do Estado, a regularização das rádios comunitárias e TVs Comunitárias, a criação do Fórum Permanente de Comunicação, a criação do Conselho Municipal de Comunicação, a revisão das concessões de rádios instaladas na cidade sem identidade com o município, entre outras.

A Conferência também aprovou uma Moção de Aplausos ao prefeito Jorge Roberto Silveira pela convocação da Conferência e a todas as entidades que trabalharam no processo de realização da Conferência como a UFF, OAB, entre outras. Além da Conferência Municipal de Comunicação, foi realizada também a primeira Conferência de Comunicação do Leste Fluminense. No fim, foram escolhidos 44 delegados das várias instituições.

A primeira Conferência de Comunicação de Niterói foi convocada pelo prefeito Jorge Roberto Silveira, sob a coordenação da Secretaria Municipal de Ciência e Tecnologia, com apoio direto do Departamento de Comunicação da Prefeitura de Niterói, tendo como tema "Democratização da Comunicação: meios para construção de direitos, participação social, protagonismo popular e transformação social na era digital". Niterói passa a ser uma referência, porque foi o único município do Estado a convocar a Conferência de Comunicação oficialmente.

sábado, 5 de setembro de 2009



Conferência municipal de Comunicação aprova mais de 100 propostas

Após exaustiva plenária, que durou mais de 6 horas e reuniu 181 participantes, a primeira Conferência municipal de Comunicação de Niterói aprovou a escolha de 44 delegados e mais de 100 propostas, entre elas, a defesa do Museu da Imprensa de Niterói, que está ameaçado de despejo pela Imprensa Oficial do Estado, a regularização das rádios comunitárias e TVs Comunitárias, a criação do Fórum Permanente de Comunicação, a criação do Conselho Municipal de Comunicação, a revisão das concessões de rádios instaladas na cidade sem identidade com o município, entre outras.


A Conferência também aprovou uma Moção de Aplauso ao prefeito Jorge Roberto Silveira pela convocação da Conferência e a todas entidades que trabalharam no processo de realização da Conferência como a UFF, OAB, entre outras. Além da Conferência Municipal de Comunicação, foi realizada, também, a primeira Conferência de Comunicação do Leste Fluminense.

A primeira Conferência de Comunicação de Niterói foi convocada pelo prefeito Jorge Roberto Silveira, sob a coordenação da Secretaria Municipal de Ciência e Tecnologia, com apoio direto do Departamento de Comunicação da Prefeitura de Niterói, tendo como tema " Democratização da Comunicação: meios para construção de direitos, participação social, protagonismo popular e transformação social na era digital". Niterói passa a ser uma referência porque foi o único município do Estado a convocar a Conferência de Comunicação oficialmente. Oficialmente, a Conferência foi aberta, no sábado, pelo secretário de Ciência e Tecnologia, José Raymundo Romeo, representando o prefeito Jorge Roberto Silveira.

Durante dois dias, representantes de cerca de 50 entidades, além de profissionais e estudantes de Comunicação, debateram os temas " Pluralidade e democratização da comunicação: concessões de rádio e TV, jornalismo impresso e controle social" e "Sistema Público e Tecnologias da Comunicação". Participaram como debatedores Adilson Cabral,Virgínia Fontes;Marcos Dantas;Gustavo Gindre;José Antonio Nogueira, representando a Secretaria de Ciência e Tecnologia; o professor João Batista,representando a UFF; o jornalista Fernando Paulino, representando o Sindicato estadual do Jornalistas e que conduziu a plenária final;o Jornalista Vinicius Martins, representando a Câmara de Niterói;a jornalista Sandra Duarte, representando o Jornal o Fluminense;o jornalista Mário Sousa, representando o Departamento de Comunicação da Prefeitura de Niterói;o jornalista Jourdam Amora, representando o Jornal A Tribuna, que deixou um documento que foi lido na plenária sobre as restrições e dificuldades que o jornalismo vive atualmente (ele não pode ficar devido o atraso no horário dos trabalhos).

A Conferência municipal formulará propostas para serem levadas às conferências
estadual e nacional. Esta última será realizada nos dias 1,2 e 3 de dezembro, em Brasília.
Amplamente plural, a Conferência reuniu representantes das prefeituras de Niterói e São Gonçalo, dos meios de Comunicação, dos profissionais da área, empresas jornalísticas, provedores de internet, estudantes, professores, sindicatos, universidades, associações, instituições, ONGs e da sociedade.

A Comissão Organizadora da Conferência foi formada por: José Antonio Fortuna Nogueira, Mário Sousa, Cileá da Matta, Flávia Mattos de Azevedo, José Luiz Sanz de Oliveira, Fernando Paulino, Claudio Augusto Salles Sntos, Davy Alexandrisky, Rafael Duarte D`Oliveira, Olivia Bandeira, Márcio Samuel Kerbel, Moisés Chagas. Thatiana Cunha, Mayara dos Santos e Irene Marques.

Entre outras entidades, apóiaram onferência, a Prefeitura de Niterói, através da Secretaria de Ciência e Tecnologia e do Departamento de Comunicação, da Universidade Federal Fluminense, a OAB/Niterói, o Sindicato dos Jornalistas do Estado do Rio de Janeiro, Bem TV, Pop Goiaba, Unitevê, Diretório Acadêmico de Comunicação da UFF, ENECOS, Intervozes, TV Comunitária de Niterói, Campus Avançado, TV Universitária, Nufep, UEE-RJ, UNE,DCE-UFF

segunda-feira, 24 de agosto de 2009

Niterói realiza primeira Conferência

Conferência municipal de Comunicação
começa com shows na Praça São Domingos

A abertura da primeira Conferência Municipal de Comunicação será no dia 27/8, quinta-feira, às 19h, na Praça São Domingos, com vários shows, onde estarão presentes " O Movimento Pop Goiaba", Bnegão, MC Marechal, Johane Russel, Ludi Um, Gira Gerais, Nissin Instantâneo, Movimento Arte Jovem Brasileira e Marcelo Yuka.

A primeira Conferência de Comunicação de Niterói foi convocada pelo prefeito Jorge Roberto Silveira, no último dia 18/8, sob a coordenação da Secretaria Municipal de Ciência e Tecnologia, com apoio direto do Departamento de Comunicação da Prefeitura de Niterói, tendo como tema " Democratização da Comunicação: meios para construção de direitos, participação social, protagonismo popular e transformação social na era digital". Niterói passa a ser uma referência porque foi o único município do Estado a convocar a Conferência de Comunicação oficialmente.

A programação da Conferência terá início no dia 28/8, sexta-feira, a partir das 8h30min, no auditório do Bloco O, segundo andar, no Campus Gragoatá da UFF, com a Mesa 1, debatendo o tema " Pluralidade e democratização da comunicação: concessões de rádio e TV, jornalismo impresso e controle social". Convidados: Adilson Cabral (concessões) e Virgínia Fontes (Jornalismo e controle social), representantes da Câmara dos Vereadores, representantes do Executivo, representantes do empresariado e membros da Comissão Organizadora (para apresentar o diagnóstico); das 9h30min às 11h - Debate; das 11h às 13h, grupos de trabalhos (GTs), que poderão ser divididos em municipais e regionais.

À tarde, a Conferência recomeça às 14h, com a Mesa 2, tendo como tema "Sistema Público e Tecnologias da Comunicação". Convidados: Gustavo Gindre (Sistema público) e Marcos Dantas (Tecnologias da Comunicação), além de representantes da Câmara dos Vereadores, representantes do Executivo, representantes do empresariado e membros da Comissão Organizadora (para apresentar o diagnóstico e ser o mediador); às 15h, debate; das 16h30min às 18h30min, Grupos de Trabalho (GTs), que podem ser municipais e regionais.

No sábado, dia 29/8, às 8h30min, Plenária Municipal e às 14h, Plenária Regional

A Conferência municipal formulará propostas para serem levadas as Conferências estadual e nacional. Esta última será realizada nos dias 1,2 e 3 de dezembro, em Brasília.

A Conferência reúne representantes dos meios de Comunicação, dos profissionais da área, empresários do setor, estudantes, professores, sindicatos, universidades, associações, instituições, ONGs e da sociedade. Entre outras entidades, apóiam a Conferência, a Prefeitura de Niterói, a Secretaria de Ciência e Tecnologia, o Departamento de Comunicaçãoda PMN, a Universidade Federal Fluminense, a OAB/Niterói, o Sindicato dos Jornalistas do Estado do Rio de Janeiro, Bem TV, Pop Goiaba, UniTV, TV Comunitária de Niterói, Diretório Acadêmico de Comunicação da UFF, ENECOS.

Maiores informações e inscrições pelo e-mail: niteroiconfecom@gmail.com

--
Prefeito de Niterói assina decreto convocando a primeira Conferência municipal de Comunicação

O prefeito de Niterói, Jorge Roberto Silveira, assinou no último dia 18/8, o decreto que convoca para os dias 28 e 29/8 a primeira Conferência Municipal de Comunicação, sob a coordenação da Secretaria Municipal de Ciência e Tecnologia, com apoio direto do Departamento de Comunicação da Prefeitura de Niterói. O tema da Conferência será " Democratização da Comunicação: meios para construção de direitos, participação social, protagonismo popular e transformação social na era digital". Niterói vira referência por ser o único município do Estado do Rio de Janeiro a convocar a Conferência de Comunicação.

A abertura da primeira Conferência Municipal de Comunicação será no dia 27/8, às 18h, na Praça São Domingos, com um show e as participações do Movimento Pop Goiaba, Bnegão, Claudio Salles & Os @liens, MC Marechal, Johane Russel. Ludi Um, Giras Gerais, Nissin Instantâneo, Movimento Arte Jovem Brasileira e Marcelo Yuka.

Já nos dias 28 e 29/8, a partir das 9h, no auditório do bloco O, ICHF- segundo andar, no Campus Gragoatá da UFF, acontecerá as plenárias tendo como temas " Concessões de rádio e TV e controle social" e "Sistema Público e novas tecnologias". Haverá também grupos formados para formulações de propostas por temas.
A Conferência municipal formulará propostas para serem levadas as Conferências estadual e nacional. Esta última será realizada nos dias 1,2 e 3 de dezembro, em Brasília.
A Conferência reúne representantes dos meios de Comunicação, dos profissionais do Setor, estudantes, professores, sindicatos, universidades, associações, instituições, ONGs e da sociedade. Entre outras entidades, apóiam a Conferência, a Prefeitura de Niterói, a Secretaria de Ciência e Tecnologia,o Departamento de Comunicação da PMN, a Universidade Federal Fluminense, a OAB/Niterói e o Sindicato dos Jornalistas do Estado do Rio de Janeiro. Maiores informações e inscrições pelo e-mail: niteroiconfecom@gmail.com
Mário de Sousa
Diretor do Dep. de Comunicação da PMN -97567379 - 26132790

domingo, 9 de agosto de 2009

Coluna Política

Manifestação equivocada


Em conferências e congressos públicos nas plenárias aparecem sempre personagens radicais atirando por todos os lados sem objetividade e sem propósito. Foi o que aconteceu na última Conferência de Assistência Social, quando um militante do PT propôs uma nota de repúdio pela criação do Conselho Consultivo por parte do prefeito Jorge Roberto Silveira.

Coisas do PT, dirão. Pode até ser. Mas é uma prática desses personagens atipícos, alienados, equivocados e oportunistas, se aproveitarem dessas ocasiões, desses encontros, para se transvestirem de contra tudo e contra todos. São personagens que não se propõem a nada, que não contribuem para nenhuma melhoria da cidade, da população e não apresentam nenhuma proposta. Agem de má fé, tumultuam o ambiente e criam um clima de que estão sendo cerceados e estão sendo vítimas (se fazem de vítimas).

O regime democrático, na essência da livre manifestação, permite a presença e a manifestação dessas figuras patéticas. Mas o que é estranho, inadimissível e preocupante é a Mesa, que conduziu essa plenária, deixar-se envolver por proposições que não acrescentam absolutamente nada, totalmente desvirtuada da Conferência. Críticas são pertinentes, contradições são normais, conflitos e divergências existem, mas é totalmente inaceitável, parta de quem quer que seja, querer desvirtuar uma agenda de trabalho com manifestação panfletária, agressiva, com objetivo de desqualificar a legitimidade de um prefeito consagrado nas urnas com maioria absoluta.

Estamos há seis meses do Governo de Jorge Roberto Silveira, tempo minímo para uma avaliação administrativa, mas pelo que a cidade já se apresenta, pelos serviços básicos funcionando, a população se manifesta positivamente de que há gestão, há prefeito trabalhando, há equipe funcionando e que sua estrutura administrativa montada foi correta.


Medalha Tiradentes

O presidente da OAB de Niterói, Antonio José Barbosa da Silva, teve reconhecido, pela Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro, o trabalho que desenvolve em benefício dos advogados e da cidadania. Por unanimidade, a Alerj aprovou a concessão da Medalha Tiradentes, por iniciativa do deputado Tucalo. É a mais alta condecoração do Estado, autorgada às pessoas que mais se destacam nos diversos segmentos da sociedade. A comenda será entregue a Antonio José em outubro.

Secretário atleta

Eduardo Caminha, secretário de Esporte da Prefeitura de Niterói, deixou a liturgia do cargo, no último sábado, para disputar como atleta o Máster de basquete

Escola Viradouro acessível

Por iniciativa do Secretário Regional do Centro, Pedro Castilho, a Secretária de Acessibilidade, Tânia Rodrigues, será recebida pelo presidente da Viradouro, Marco Lira. O objetivo é avaliar as possíveis adaptações na escola para os portadores de necessidades especiais, que fará da Viradouro a primeira escola de samba do País em condições de receber os portadores de deficiência.


Patrulhamento Ciclistíco

A exemplo da Praia de Icaraí, o bairro de Sâo Franscisco terá um novo reforço de segurança com o Patrulhamento Ciclistíco da Guarda Municipal. Serão 10 guardas municipais equipados que circularão de bicicletas, diariamente pela orla e ruas do bairro.A iniciativa da Prefeitura de Niterói, através da Secretaria municipal de Segurança e Defesa Civil, em parceria com a Associação dos Moradores de Sâo Francisco.

O Secretário de Segurança e Defesa Civil, Marival Gomes, ressaltou que é mais uma medida do Governo de Jorge Roberto Silveira que contribui para a melhoria da segurança pública. Este reforço vem somar ao que já vem sendo feito pela Guarda Municpal nas ruas, ressaltou.

Mostra de noivas

Foi um sucesso , a III Mostra Centro Zona Sul t, no Clube Português, no Ingá, em Niterói, com mais de 100 expositores e 80 estandes. Durante toda a Mostra haverá shows de violinos, músicas de igreja, bateria de escola de samba, caricaturistas, mágicos e várias degustações de vinhos e espumantes. A Mostra abre mercado de trabalho para cerca de 500, famílias, segundo seus organizadores, Gilberto e Wady Stefan

Falta explicação

O brutal assassinato do jornalista Rafael Pimenta até agora está sem solução. Todas entidades jornalísticas e jurídicas, como o Sindicato dos Jornalistas do Estado do Rio de Janeiro, a ABI, a Associação Fluminense dos Jornalistas e a OAB, deveriam se unir pedindo as autoridades policiais solução para o caso.

Comunicação

Toda quarta-feira, às 18h, na OAB, está tendo reunião para a realização da primeira Conferência Municipal de Comunicação, com a participação de profissionais da área e representantes de várias entidades.

Congresso 1

Os jornalistas Mário Sousa ( diretor do Departamento de Comunicação da Prefeitura de Niterói), Constantino Porto ( Assessor da Alerj) , Ruth Ferreira (vice-presidente do Sindicato dos Jornalistas do Estado do Rio de Janeiro) e Maria Madalena (diretora do Sindicato dos Jornalistas do Estado do Rio de Janeiro), foram eleitos, durante o Encontro Regional de Jornalistas em Assessoria de Comunicação, realizado, em Quatis, representantes do Estado do Rio de Janeiro no Congresso Nacional de Assessores de Imprensa, que será realizado, em outubro, em Goiânia.

Congresso 2

Durante o Congresso de Quatis , o prefeito da cidade, José Laerte D`Elias, anunciou que irá doar ao Sindicato dos Jornalistas do Estado do Rio de Janeiro uma área para que seja construída uma Colônia de Férias para os jornalistas

O evento foi realizado no Hotel Fazenda Bom Retiro, com apoio da Prefeitura Municipal de Quatis. Na abertura, participaram, entre outras autoridades, o próprio prefeito José Laerte d´Elias, o deputado estadual Noel de Carvalho, o vereador Felipe Peixoto, o presidente do Sindicato, Ernesto Viana, e o ex-deputado Silvio Lessa.

Jardim São João

O Jardim São João poderá ser um espaço dos artistas plásticos da cidade e seus ateliês. A proposta foi apresentada numa reunião onde participaram o Polo Comercial do Jardim Sâo João, a Secretaria regional do Centro, as secretarias de Cultura, Esporte, o CDL e o Sindilojas.Na próxima quarta-feira, as entidades fazem novo encontro para definir a ocupação do Jardim São João.

De acordo com o secretário do Centro, Pedro Castilho, estão previstas várias atividades permanentes e outras eventuais como a Feira de Holambra, gincanas de belas artes e ginástica para a terceira idade.

sábado, 25 de julho de 2009

Leitura Dramatizada

LEITURA DRAMATIZADA DE COMUNHÃO DE BENS no salão nobre do teatro Municipal


O Ciclo de Leituras dramatizadas continua nesta segunda-feira, dia 27/7, às 19h, com a peça Comunhão de Bens, de Alcione Araújo, sob a direção de Carlos Fracho, no Salão Nobre do Teatro Municipal de Niterói, no centro de Niterói. Os atores da leitura são Diego Reishoffer, Giovanna Fraga, Bruno Farias e Cristina Guimarães.

O Ciclo de Leituras Dramatizadas é uma realização do Fórum de Artes Cênicas, com apoio da Secretaria municipal de Cultura e da Fundação de Cultura.

O espetáculo conta à história de um casal, Helô e Godô, que decide se separar, mas permanece morando na mesma casa por questões financeiras. A relação amigável é baseada numa condição: apesar de vivendo sob o mesmo teto os dois podem trazer namorados para casa. É aí que entra na história o novo namorado de Helô, Guto, um intelectual tímido e bissexual que vai se interessar pelo ex-marido da namorada; e Nicinha, uma bela caixa de supermercado que vai despertar a paixão de um dos personagens.

A comédia "Comunhão de Bens" foi escrita em 1980 pelo dramaturgo Alcione Araújo, num período de mudanças políticas e comportamentais do País, influenciadas pelo debate das relações mais abertas no casamento e a bissexualidade.

O diretor Carlos Fracho conheceu "Comunhão de Bens" quando assistiu a encenação do espetáculo em 1981, no Teatro dos Quatro, com Maria Helena Dias, Osmar Prado, Bia Nunes e Aderbal Freire Filho. Ele procurava uma comédia bem escrita que fosse de um autor brasileiro para esta leitura.Autor, diretor e professor, Alcione Araújo, que no ano passado completou 25 anos de dramaturgia, também escreveu os sucessos "Doce Deleite" e "Há Vagas para Moças de Fino Trato". Suas obras buscam a síntese entre o subjetivo e as circunstâncias, o psicológico e o social e, desde 1981 se dedica à atividade de roteirista de cinema e de televisão, criando, inclusive, roteiros para países estrangeiros.

LEITURA DRAMATIZADA DA PEÇA "COMUNHÃO DE BENS"SALÃO NOBRE/TEATRO MUNICIPAL DE NITERÓI

Data: 27 de julho
Horário: 19h
Local: Teatro Municipal de Niterói
Endereço: Rua XV de Novembro, 35, CentroTel.: 2620-1624
ENTRADA FRANCA
(DISTRIBUIÇÃO DE 90 SENHAS MEIA HORA ANTES DE CADA ESPETÁCULO)

domingo, 19 de julho de 2009

sexta-feira, 17 de julho de 2009

Poeta do bem é assassinado

Rafael Pimenta assassinado em São Francisco



O jornalista e poeta Rafael Pimenta Francisco, de 54 anos, foi assassinado nesta sexta-feira, dia 17/7, por volta das 19h, provavelmente com um tiro de pistola, disparado à queima roupa, na Avenida Rui Barbosa, em São Francisco.

O jornalista foi atingido em seu Fiat Palio KCO- 4261. Segundo testemunhas, ao perceber a intenção dos assassinos, correu para o carro, mas bateu de frente com uma árvore e foi executado pelo criminoso.
Policiais da 79ª DP (Jurujuba) e peritos do Instituto de Criminalística Carlos Éboli (ICCE) ,após a perícia preliminar estiveram no local. O corpo foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) de Tribóbo.

Rafael Pimenta Francisco, além de jornalista, era produtor cultural e poeta. Editor do Jornal Enseada, que circula nos bairros de São Francisco, Charitas, Jurujuba e Piratininga. Separado, morava com o filho de 13 anos.

quarta-feira, 8 de julho de 2009

Salas do Terminal abrigarão secretarias municipais




Fotos: Paulo Bittencourt

Legenda 1: Ademar Reis, Luiz Zveiter, Jorge Roberto e Sérgio Zveiter
Legenda 2: Jorge Roberto, Luiz Zveiter e Sérgio Zveiter




Prefeitura de Niterói receberá todas salas do


prédio do Terminal Rodoviário Roberto Silveira


O Tribunal de Justiça vai ceder todo o prédio do Terminal Rodoviário Roberto Silveira para a Prefeitura de Niterói por prazo indeterminado. O anúncio foi feito no dia 07 de julho/2009, durante vistoria do local feita pelo presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro, o desembargador Luiz Zveiter, e o prefeito de Niterói, Jorge Roberto Silveira, quando ficou acordado que, de imediato, a Prefeitura poderá usar 5 andares do prédio, com o sistema de ar condicionado e móveis.


No próximo ano, a Prefeitura receberá as salas de outros andares, que abrigarão, por enquanto, o Museu da Justiça e o Centro de Informática. “Em nome da cidade, agradeço por mais esta contribuição incalculável ao município”, disse Jorge Roberto, destacando a rapidez e a objetividade do presidente.


O prefeito Jorge Roberto Silveira informou que as secretarias recém-criadas e as que estão em prédios alugados pela Prefeitura ocuparão as salas cedidas dos 5 andares. “São salas amplas, bem instaladas, que permitirão organizar uma recepção geral, concentrando alguns órgãos, provocando mais agilidade nos serviços e melhorando muito o atendimento à população”, ressaltou o prefeito.


De acordo com Jorge Roberto, é um ganho enorme para a Prefeitura e uma economia excepcional para o município. Ao agradecer o gesto do desembargador, o prefeito estendeu sua gratidão a família Zveiter, principalmente na figura do ministro Valdemar Zveiter, que “muito contribuiu no processo que fez de Niterói uma referência em saneamento básico”.


O desembargador Luiz Zveiter lembrou ser muito mais do que justo a cessão do prédio do Terminal Rodoviário Roberto Silveira a Prefeitura de Niterói. “Será a custo zero, pois temos a certeza de que o prefeito servirá bem a população,e isso não preciso cobrar, destacou.

sexta-feira, 26 de junho de 2009

Soluções para a cidade



Foto: Ronaldo Brandão


As diretrizes do Conselho

O prefeito de Niterói, Jorge Roberto Silveira, deu as diretrizes de com o será atuação dos conselheiros, na primeira reunião realizada no último dia 25/6, em seu gabinete. "Poderão ser feitas reuniões temáticas. Neste caso, vamos convocar os secretários e presidentes de autarquias correspondentes para que juntos todos possam discutir as melhores soluções para a cidade", explicou. O segundo encontro ocorrerá no dia 2/07, às 16 horas, no seu gabinete.

"Vão ser 23 cabeças ajudando a pensar o futuro da cidade. O Conselho está totalmente inserido na administração e terá atuação concreta em cada setor. É composto por pessoas de diversos segmentos e da minha inteira confiança", disse Jorge Roberto.

Niterói vira capital do turismo

Niterói promove encontro de Secretários de Turismo de todo Estado do Rio

A Prefeitura de Niterói, através da Niterói Empresa de Lazer e Turismo - Neltur recebe Secretários de Turismo de todo o Estado do Rio de Janeiro, no próximo dia 30 de junho, às 14h, no Museu de Arte Contemporânea – MAC (Mirante da Boa Viagem, s/nº, Niterói), onde será realizado o “Encontro Niterói Turismo”, com o objetivo de promover parcerias e troca de experiências para o fortalecimento do setor.

O evento contará com palestras do Secretário Nacional de Políticas do Turismo, Airton Nogueira, além do Superintendente Nacional da Caixa Econômica Federal, Mario Ferreira Neto. Durante o encontro, será lançada uma linha de crédito especial para o Trade Turístico dos municípios fluminenses e será apresentado, também, um protocolo de intenções com a Caixa Econômica Federal para fomentar o turismo regional.

O presidente da Neltur, José Haddad, lembra que Niterói, além de suas belezas naturais e de seus patrimônios históricos, tem sido o portal de entrada para o Turismo do interior do Estado e que este potencial aumentou com o turista descobrindo mais a cidade, através do convênio assinado entre a Neltur e a Riotur, que divulga Niterói em todos seus postos de informações no Rio, nos principais hotéis e nas grandes feiras do setor, no exterior.

José Haddad destaca que uma das prioridades do prefeito Jorge Roberto Silveira é é transformar Niterói num pólo turístico. As intervenções que foram feitas como a construção do MAC, hoje referência internacional, e que estão sendo feitas como o Caminho Niemeyer, com a construção de uma torre de 60 metros com restaurante e um Centro de Convenções, vão estimular ainda mais o turismo de negócios.

“A partir da experiência gerada com parceria com a cidade do Rio e seguindo a política do Ministério do Turismo, pretendemos criar novos roteiros, promovendo a integração das cidades e ampliando o turismo regionalizado”, disse Haddad. “Vamos disponibilizar a cidade para mostrar produtos turísticos de outros municípios, assim como queremos divulgar Niterói nos municípios indutores do Estado, como Búzios, Petrópolis e Parati", ressaltou o presidente da Neltur.

Programação: 14h – recepção dos convidados; 14h30 – Cerimônia de abertura; 15h – Apresentação: “A Integração Regional como ferramenta de promoção”Palestrante: Airton Nogueira – Secretário Nacional de Políticas do Turismo; 15h30 – Apresentação: “Atuação da CAIXA no Trade Turístico”Palestrante: Mario Ferreira Neto – Superintendente Nacional da Caixa Econômica Federal; 16h - Encerramento

-- Leo Caldeira e SousaAssessoria de Imprensa(21) 8255-1855 / 3027-2340

sábado, 20 de junho de 2009

Posse no MAC


Jorge Roberto destaca na posse de secretários a união por Niterói

“O nome da coligação “União por Niterói” durante a campanha não foi por acaso, mas para unir a cidade. Foi uma coisa inédita, convidei todos os segmentos políticos e lideranças, deixando nossas diferenças para trás e nos unimos por Niterói. É uma equipe que vai contribuir ao máximo para Niterói seja o melhor lugar para se viver neste país”, afirmou o prefeito Jorge Roberto Silveira, ao empossar os novos secretários, administradores regionais e conselheiros, no dia 18/6, no Museu de Arte Contemporânea (MAC).


Jorge Roberto criticou duramente os que dizem que os conselheiros não estão trabalhando. “Eles estão trabalhando há mais de um ano espontaneamente pensando a cidade.Agora, eles vão repassar propostas e idéias para o Governo de maneira formal. É como se fossem 23 prefeitos. Tenho certeza de que vão ajudar Niterói a avançar de forma considerável. Escolhi a equipe mais competente”, declarou o prefeito.

O prefeito explicou a criação de novas secretarias. “Vamos tornar a cidade mais acessível e preparada para os portadores de necessidades especiais, interagir com as comunidades mais carentes, promover encontros com outras cidades e países, além de preparar a cidade para eventos que aconteçam fora da cidade, como a Copa do Mundo”, ressaltou.

terça-feira, 16 de junho de 2009

Jorge Roberto debate propostas com empresários


Foto: Ulisses Franceschi
Legenda: Jorge Roberto com os empresários

Empresários unidos por Niterói
O prefeito de Niterói, Jorge Roberto Silveira recebeu várias sugestões para melhoria da cidade, durante reunião com os membros da Associação do Conselho Empresarial de Cidadania (Acec), em seu gabinete, no início da noite do dia 16/6. Na pauta da reunião, assuntos como a mobilidade urbana, a revitalização do Centro, o Caminho Niemeyer, além da parceria público-privada.

De acordo com Jorge Roberto, o debate foi muito positivo, quase 95% do PIB de Niterói estava presente. "Eles estão dispostos a ajudar o município no que for possível",ressaltou

O prefeito destacou a importância do trabalho conjunto em benefício da cidade."Vou me reunir periodicamente com a Acec e também com as associações de moradores e com o Conselho Consultivo e, desta forma, terei uma visão global da cidade", afirmou Jorge.

Uma das propostas será a transformação da Rua Moreira César em uma rua modelo. "Queremos transformar a via num pólo. Promover encontros culturais, gastronômicos, entre outros, disse o presidente da Acec, Robson Gouvêa.

" A intenção é contribuir para melhorar a qualidade de vida dos niteroienses. O prefeito está bastante consciente de que as propostas são importantes para a cidade", ressaltou Robson.

Jorge Roberto lembrou que durante a campanha se reuniu com a associação para discutir as propostas. "Hoje foi dado o pontapé inicial. E o importante é que cada um sairá daqui com a certeza de que suas idéias serão levadas em conta pela Prefeitura", afirmou.




Mário de Sousa
Diretor do Departamento de Comunicação da PMN

domingo, 14 de junho de 2009

Cavalgada Cultural


Cavalgada Cultural começa pelo MAC



O Projeto Cavalgada Cultural –Brasília 50 anos foi lançado no MAC, com a presença do seu idealizador Carlos Oscar Niemeyer e do secretário municipal de Governo, Michel Saad, representando o prefeito Jorge Roberto Silveira. O projeto prevê uma maratona de 16 cavaleiros que percorrerá os estados do Rio de Janeiro e Minas Gerais fazendo distribuição de livros para crianças da rede pública de ensino.


A primeira etapa da maratona começa por Niterói no próximo dia 27/6, devendo o grupo chegar em Minas em 19 dias. A segunda etapa será em 2010 e a Cavalgada deve chegar em Brasília no dia 21 de abril, dia do aniversário de 50 anos do Distrito Federal. O grupo passará por mais de 20 cidades distribuindo livros.


O representante do prefeito, Michel Saad, afirmou que “a leitura leva à cultura. A cultura conduz à educação. Essa iniciativa, extremamente oportuna e digna, vem de uma das mais tradicionais famílias, a Niemeyer". Esta medida fará um grande bem para o nosso País, acrescentando a importância do simbolismo do evento ter sido lançado na catedral da arte (o MAC), projeto de Niemeyer, que imortalizou Niterói.

Concurso de fotografia

Neltur prorroga prazo de inscrições para o Concurso de fotografia

Devido a grande procura, a Niterói Empresa de Lazer e Turismo (Neltur), resolveu esticar o prazo para as inscrições no 1º Concurso de Fotografias “Niterói 360º”. Agora, os interessados têm até o dia 22 de junho para se inscreverem. O concurso está sendo promovido pela Prefeitura de Niterói, através da Neltur, em parceria com a Fortaleza de Santa Cruz. As inscrições podem ser feitas na sede da Neltur, em São Francisco, ou na Fortaleza Santa Cruz, em Jurujuba.

O vencedor será conhecido no dia 04 de julho, quando haverá premiação em dinheiro para os três primeiros colocados – o primeiro lugar vai receber R$ 1.500,00; o segundo colocado: R$1.000,00; o terceiro: R$ 500,00; e o quarto ganhará um almoço para 4 pessoas, no Restaurante Zéfiro.

O regulamento completo e a ficha de inscrição para o concurso estão disponíveis, no site da Neltur: www.neltur.com.br Informações: 2710-2727 - Ramal: 211

quinta-feira, 4 de junho de 2009

Os artesões da cidade

Neltur vai expor souvenirs de Niterói no Cristo Redentor


A Empresa Niteroiense de Turismo (Neltur) vai expor no hall de entrada do Cristo Redentor, em julho, os souvenirs produzidos por artistas, ceramistas, artesões, gravadores, arquitetos, designers, que retratam vários aspectos da cultura, do espaço urbano, dos patrimônios artísticos, arquitetônicos e turísticos da cidade.

O anúncio foi feito pelo presidente da Neltur, José Haddad, no dia 28/5, durante apresentação do Projeto Souvenir do Leste Fluminense, por técnicos do Sebrae, no Praia Clube São Francisco. Participaram da apresentação do projeto, a professora Marlene Salgado, reitora da Universo e a Diretora de Turismo da Neltur, Cristina Bravo.

O projeto desenvolvido pelo Sebrae, onde são parceiros a Prefeitura de Niterói e a Universidade Salgado de Oliveira, segundo Hadadd, representa um importante incentivo ao turismo da cidade, pela beleza, originalidade e profissionalismo das peças criadas.

A Gerente da Área da Economia Criativa do Sebrae, Heliana Marinho e o Gerente de Articulação do Leste Fluminense do Sebrae, Américo Diniz, explicaram todas etapas do desenvolvimento do Projeto, desde as inscrições abertas aos artistas, passando por palestras de sensibilização até a apresentação de protótipos dos souvernis.

De acordo com Heliana, o Sebrae fez um levantamento sobre este segmento de mercado, identificando as peculiaridades locais em seus mais diversos modos de criação artística artesanal, tendo como foco produtos que, além de ter qualidade possam encantar o cliente com a recordação " um pedacinho do local visitado".

Os participantes desenvolveram seus protótipos ou projetos (três a cinco peças) que foram apresentados durante as clínicas individualizadas. A Clínica foi um espaço de aconselhamento e avaliação das criações pela curadoria sob os aspectos do consumo e do conceito de souvenir, disse Heliana.

Américo Diniz ressaltou que o objetivo do Projeto Souvenir Leste Fluminense é promover o desenvolvimento do setor criativo do Estado do Rio e Janeiro, a partir da integração e cooperação dos artistas locais, e a produção de objetos que aliam inovação,design e a identidade cultural dos locais selecionados.

"Pretendemos aumentar em 15% a receita média da Cooperativa até 2011, sendo 5% até dezembro 2009 e 10% até dezembro de2010, formalizando cinco grupos de Artistas do Projeto Souvenir do Leste Fluminense, que serão os responsáveis pelo processo de gestão da Cooperativa, até dezembro de 2009, concluiu.

domingo, 24 de maio de 2009




Nas fotos: (crédito: Adhemir Rebello)




Foto 01- O secretário de cultura, Cláudio Valério e o presidente da Neltur, José Haddad


Foto 02 - José Haddad (presidente da Neltur), Cláudio Valério (Secretário de cultura), Rafael Vicente (sub-secretário de cultura), Maria Inês (secretária de educação) e Marcos Sabino (presidente da FAN), compondo a mesa, no lançamento do projeto "Caminho dos Museus", no




MAC Niterói incentiva turismo nos museus




Mais uma vez Niterói parte na frente, ao lançar, na Semana Nacional dos Museus, o projeto "Caminho dos Museus", um circuito turístico-cultural, que reúne o Museu de Arte Contemporânea (MAC), o Museu do Ingá, o Museu Antônio Parreiras e a casa de Cultura Solar do Jambeiro. A afirmação foi do presidente da Niterói Empresa de Lazer e Turismo (Neltur), José Haddad, durante a apresentação do projeto, no último dia 18 de maio, no MAC.




O projeto da Prefeitura de Niterói será viabilizado pela Neltur e pela Fundação de Arte de Niterói (FAN) e visa divulgar os museus e centros culturais localizados nos bairros do Ingá e Boa Viagem. De acordo com José Haddad, é mais um bom produto turístico que será oferecido as operadoras e aos turistas. “A cidade só tem a ganhar com este programa cultural”, destacou Haddad.




O presidente da Neltur lembrou que este ano o tema da Semana Nacional dos Museus é "Museus e Turismo" e que no ano passado, na Europa, na comemoração do Dia Internacional dos Museus, cerca de 20 mil museus participaram das festividades. Esta cultura de investimentos em museus é comum na Europa, aqui estamos começando, disse Haddad.




O secretário municipal de Cultura, Cláudio Valério, ressaltou a importância dos museus como casas de cultura e conhecimento. Os museus, disse, devem ser os centros de estudos e de preservação.




O projeto, segundo ele, é uma oportunidade única de se conhecer importantes marcos de nossa arquitetura, de diversas épocas e estilos e exposições, cobrindo a produção artística do Século XIX ao Século XXI. A secretária de Educação, Maria Inês Azevedo, falou do papel educativo dos museus e da importância dos alunos da rede pública terem acesso ao programa.




O Projeto Caminho dos Museus acontecerá nos dias 23 e 24 de maio de 2009, das 10h às 18h, com entrada gratuita no Museu de Arte Contemporânea de Niterói, no Solar do Jambeiro, no Museu de Ingá e no Museu Antônio Parreiras. Durante a semana haverá vários eventos nos museus.




Os Museus




Museu Antônio Parreiras (Rua Tiradentes, nº 47 , Ingá) Foi o primeiro museu brasileiro dedicado a um só artista, criado em 24 de janeiro de 1941, por Decreto Lei do Governador Amaral Peixoto. Tombado pelo IPHAN , em 1957. Antiga casa do pintor, projetada pelo arquiteto Ramos de Azevedo, abriga salas de exposição. Nessa casa, Antônio Parreiras viveu até sua morte, em 1937. A Vila Olga, antiga residência da filha de Parreiras, foi transformada em reserva técnica, em 1994.




Museu do Ingá (Rua Presidente Pedreira, nº 78, Ingá) Palácio do Ingá, nome pelo qual o Palácio Nilo Peçanha, sede do Museu de História e de Arte do Estado do Rio de Janeiro é mais conhecido. Foi construído por volta de 1860. Em 1903, a capital fluminense foi novamente transferida de Petrópolis para Niterói e o presidente do Rio de Janeiro, Nilo Peçanha, adquiriu o Palacete para ser residência oficial dos chefes do Executivo fluminense. Em 1975, com a fusão do Estado da Guanabara com o Estado do Rio de Janeiro, o prédio passou a abrigar o Museu de Artes e Tradições Populares (1976) e o Museu Histórico do Estado do Rio de Janeiro (1977). Em 1991, os dois museus passaram a formar o Museu de História e Artes do Estado do Rio de Janeiro.




Solar do Jambeiro (Rua Presidente Domiciano, nº 195, Ingá) Construído em 1872 pelo rico português Bento Joaquim Alves Pereira, o Solar é um exemplar da arquitetura residencial urbana do Século XIX. Em 1892, foi adquirido pelo diplomata dinamarquês Georg Christian Bartholdy, que, em 1920, passou a morar no local. Tombado pelo IPHAN , em 1974. O Solar foi desapropriado numa iniciativa do prefeito Jorge Roberto Silveira.




Museu de Arte Contemporânea (Mirante da Boa Viagem, s/nº - Boa Viagem) O MAC foi projetado pelo arquiteto Oscar Niemeyer e inaugurado em 1996, com a coleção de João Sattamini. No subsolo, encontra-se uma reserva técnica, um restaurante e um auditório. A criação do MAC colocou Niterói na rota turística do Estado e do país e deu início ao projeto - em fase de construção – do Caminho Niemeyer.

--

sexta-feira, 22 de maio de 2009

"Liberdade para Borboletas" será lida no Ciclo de Leituras Dramatizadas


O Fórum de Artes Cênicas realiza a terceira leitura do Ciclo de Leituras Dramatizadas, com a peça ","Liberdade para Borboletas, de Leonard Gershe, no dia 25 de maio /2009 , segunda-feira, às 19h, no Salão Nobre do Teatro Municipal (Rua XV de Novembro, 35, centro de Niterói). Entrada Franca. Distribuição de 90 senhas meia hora antes do espetáculo.

A terceira leitura será dirigida por Silvio Fróes e estão no elenco os atores Cristinha Fracho, Diego Reishoffer, Stela Fracho e Anselmo Fernades.

Na adaptação para o Brasil, a trama se passa num apartamento da Tijuca, Zona Norte do Rio, onde mora um deficiente visual que quer se livrar da superproteção de sua mãe, que pertence a classe média alta e mora na Zona Sul. Ao lado, mora em outro apartamento, uma moça que, ao fazer amizade com êle, muda totalmente sua história.

Sucesso
O Ciclo de Leituras de Dramatizadas, que está acontecendo na Sala Carlos Couto, tem sido sucesso absoluto, sempre com sala lotada e muitos aplausos. A última leitura da peça "O Sétimo Dia", de Ari Chan, dirigida por Guga Gallo, apesar da maioria de jovens no elenco, foi bem apresentada, com boa dicção e equilibrio emocional e foram aplaudidos de pé.

Serviço

Terceira Leitura Dramatizada da peça " Liberdade para as Borboletas", Leonard Gerhshe de Ari Chan Direção: Silvio FróesElenco: Cristina Fracho, Diego Reishoffer, Stela Fracho e Anselmo Fernandes
Data: 25 de maio, Segunda-Feira Hora: 19 horas
Local: Salão Nobre do Teatro Municipal End: Rua 15 de novembro, 30, Centro de Niterói Tels: 2620-1624
Entrada Franca
Capacidade: 90 lugares
Classificação etária: livre

A realização do Ciclo de Leituras Dramatizadas é da Prefeitura de Niterói, através da Secretaria Municipal de Cultura, Fundação de Arte de Niterói em parceria com o Fórum de Artes Cênicas Niterói e com apoio do Teatro Municipal e da Sala Carlos Couto.

sábado, 9 de maio de 2009

Uma artista em destaque











Neyde Noronha, poesia da cor na Aliança Francesa


A artista plástica niteroiense Neyde Aa Noronha, destacada internacionalmente e reconhecida pela crítica por sua linguagem contemporânea, faz vernissagem da exposição " Poema, Cor, Natureza", no dia14/maio, às 19h, na Galeria 52, na Aliança Francesa de Niterói, Rua Lopes Trovão, 52, Icaraí, Niterói. Tel. 26103966. A exposição ficará aberta até o dia 13 de junho, de segunda a sexta-feira, das 8h às 21h e no sábado, a visitação será de 8h30min às 12h30min. Entrada franca.




Nesta exposição, Neyde no seu inconsciente e estilo abstracionista mostra o seu amor pela natureza, com imagens que lembram plantas, folhas e até a beleza exuberante das árvores na Amazônia, num olhar como se estivesse vendo de cima a geografia da imagem das mesmas.




Neyde afirma que este é um momento especial , onde expôe sua relação com a natureza e suas pinturas vão surgindo com suas pinceladas nas lembranças de seu dia-a-dia de convivência com as plantas, com o verde da Serra e do seu próprio jardim onde vive.




Quando esteve em 2007, em Barcelona, na Espanha, no quente verão de agosto na Europa, via pela TV as queimadas na Amazônia e um grande incêncio nas Ilhas Canárias, na Espanha. Estas lhe sugeriram a partir de então um forte impacto transportando-as para as suas obras, sendo que algumas delas lá ficaram a pedido de um colecionador.




Neyde Aa Noronha já fez 11 individuais e participou de mais de 30 mostras e coletivas em várias cidades do País, com trabalhos em Portugal, França, Alemanha, Canadá, Suíça e Itália. Participou como artista convidada com trabalhos na novela "Explode Coração" da TV Globo.




Artista plástica, uma sensível poetisa, que começou estudando na Escola deArtes Visuais do Parque Lage, no Rio, além de ter tido vários mestres como Esthefânia Monteiro, sua primeira mestra. " Sempre fui muito inquieta, curiosa e insistente nas minhas buscas de informações, principalmente sobre qualquer tipo de arte", diz Neyde.




A criação, segundo Neyde, é tão ampla como viver – como um fio de uma imensa malha. As descobertas que fazemos durante o trabalho ou os momentos intuitivos da inspiração nos apontam novos rumos, novas soluções, ocorrendo justamente quando delas precisamos, no que se refere ao acaso da criação, destaca.




Simples, mas exigente como criadora, Neyde sempre buscou o aperfeiçoamento com vários mestres até encontrar o seu caminho de criar com peso e originalidade nas cores. O escritor, poeta e crítico Fernando de Aviz escreveu que " a pintura de Neyde, na ilusória dominância dos tons verde evioláceo, absorve a sublime magia de retratar o arco-íris do grande sonho humano: colorir-se de natureza.




E acrescenta: " entre gradações sucessivas de tonalidades, somos conduzidos pelos maravilhosos pincéis de Neyde ao esperado Éden: o ideal, possibilidade de interpretação do real. Mas e o real intangível – de vez que a realidade é palpável – as tintas de Neyde conseguem exprimir o ser-tempo diante do complexo " ter espaço".




O jornalista e crítico Mário de Sousa ressalta que Neyde Noronha é a poeta da cor. "Na precisão ou imprecisão da palavra poeta ou do olhar do poeta, que ousa, que transgride, que revela sensibilidade, sem o ranço parnasiano e sem o saudosismo romântico, Neyde é cirúrgica na sua variedade de cores que nos remete a sua originalidade, a sua criação e a sua condição de artista.




"Não há como enquadrá-la num movimento impressionista da cor ou no surrealismo das formas, em Neyde Noronha, afirma Mário, há sempre uma ruptura, um contraste novo, que nos leva a vários olhares e a reflexão do seu fazer artístico. Sua arte tem ritmo, tem técnica e se firma e se afirma por si só. Neyde é uma artista contemporânea", destaca.




Neyde Noronha já recebeu vários prêmios e condecorações. Entre suas exposições, destacam-se no Centro Cultural Paschoal Carlos Magno; OsMestres, na CERJ; Galeria da UFF; Museu do Ingá; Mostra de Arte ABD/Rio;Arte Internacional do Séc XX (Rio); Circuito Internacional de Belas Artes (Oslo, Barcelona, Lisboa, Hamburgo, Londres e Copenhague); FeiraLuso-Brasileira (Riocentro).




. Contato com a artista: 99984597








sábado, 25 de abril de 2009

NOVAS ALIANÇAS

Os do contra sempre questionam o fato de Jorge Roberto Silveira chamar os petistas e peemedebistas para comporem com sua administração. O discurso é o mesmo: "mas eles eram inimigos... e agora são amigos?", "E o péssimo governo de Godofredo que foi tão criticado?" e por aí vai.

Jorge é coerente quando expõe claramente sua crítica a administração anterior, como também fez na campanha eleitoral. No entanto, os momentos são outros. Jorge não está mais em campanha. Ele, agora, é o prefeito de todos, independente de siglas partidárias. Sua política nunca foi criar inimigos políticos. A meta é a governabilidade numa harmonia com a Câmara de Vereadores, com a legitimidade dos 18 vereadores eleitos por vários partidos.

Jorge sempre pautou sua administração e seu jeito de governar para todos e com maior leque de aliados possível. Só quem não se incorpora são os ultra-radicais, sem perspectiva de poder e por falta de ações concretas de avanços sociais.

Por outro lado, o município não é um ente federativo isolado do contexto estadual e nacional. O próprio governador do Estado, que não apoiou Jorge, foi o primeiro a sinalizar parcerias com a Prefeitura de Niterói. No âmbito nacional, o PDT, partido de Jorge Roberto, é aliado do presidente Lula. E mais, o Ministério, que em tese deveria ser do PT, o Ministério do Trabalho, foi dado ao PDT, hoje tendo como ministro, o Carlos Lupi, presidente licenciado do Diretório estadual e nacional do PDT. São alianças republicanas que estão acima de questões pontuais locais.

Esta sintonia entre município, Estado e Governo Federal, independente das questões partidárias, é extremamente positiva para Niterói e, principalmente, para a melhoria da qualidade vida de sua população.

OS NOVOS

Na foto: Tânia Rodriguês, Marcos Gomes, Wolney Trindade, Tetê Suzuki e Estela Prestes


Na reforma administrativa anunciada pelo prefeito Jorge Roberto Silveira, surgem novos secretários e subsecretários no Governo. Tânia Rodrigues é cotada para a Secretaria de Acessibilidade; Kátia Paiva, ex-secretária de Godofredo Pinto, deve ser a Secretária de Assistência Social, na cota do PT; Marcos Gomes (PT) pode assumir a Secretaria de Projetos Especiais; Wolney Trindade (PMDB) pode ser o Secretário de Controle Urbano; o vereador Cal deve ir para a Secretaria Naval; Pedro Castilho, secretário do PTB, vai assumir a Secretaria do Centro; Tetê Suzuki, Estela Prestes e Haroldo Enéas estão cotados para o Cerimonial; Erick Bermudes, do DEM, pode ser o secretário do Consumidor; Fernando Guida deverá ser o secretário de Sustentabilidade; Kátia Carmo assume a subsecretaria de Planejamento Cultural; e Jayme Suzuki pode ser o subsecretário de Segurança.

NOTAS...

Alaôr homenageado
O deputado Comte Bittencourt (PPS) elaborou Projeto de Lei que concede o nome de Alaôr Scisinio à Rodovia RJ 152, que liga Cantagalo ao distrito de Laranjais, em Itaocara. Alaôr Scisinio, itaocarense, nasceu em Janeiro de 1927, foi professor das faculdades de Direito da UFRJ, da UFF e da SUESC. Foi Procurador Geral do Município de Niterói, membro do Instituto dos Advogados Brasileiros, Conselheiro da OAB, além de integrar várias entidades culturais. Publicou também vários livros, entre eles "Itaocara – Uma Democracia Rural". Sua publicação mais conhecida é o livro "Dicionário da Escravidão". O intelectual itaocarense faleceu no ano de 2000.

Câmara de Artes
A próxima reunião da Câmara de Artes Cênicas será no dia 27 de abril, às 19h, na Rua Noronha Torrezão, nº 281, em Santa Rosa. Quem convida é Cida Palmeirim, Suplente da Câmara de Artes Cênicas. De acordo com Cida, as Leis existem para auxiliar o cidadão e precisamos tê-las como mecanismo de auxílio ao nosso trabalho. Os aparelhos culturais têm que ter regras, editais e transparências para assim, atender a demanda, democraticamente, de toda a classe.

Destaque
A escritora niteroiense Belvedere Bruno é uma das participantes da décima edição de "O Conto Brasileiro". A iniciativa é da RG Editores, que destaca o projeto como o mais importante lançado no país nos últimos anos, por incentivar a literatura nacional.

Conquistas
A Sala dos Advogados, com 10 computadores de última geração, televisão, fax, internet e livros jurídicos, será inaugurada no dia 22, às 11h, no Fórum Estadual Desembargador Enéas Marzano. A conquista é fruto de uma parceria entre a OAB/Niterói, OAB/RJ e o Tribunal de Justiça do Estado. Já às 14h, será inaugurada a reforma da Sala dos Advogados do Fórum Regional Desembargador Luiz Roldão de Freitas Gomes, em Pendotiba, e às 16h, as novas dependências administrativas no 8º andar da OAB de Niterói.

Em Copacabana
A nossa maior dançarina e professora de Dança de Salão, Solange Dantas, abriu uma filial de sua Academia Solange Dantas, em Copacabana. Com menos de 15 dias de funcionamento já está bombando de alunos. Solange está arrebentando como dançarina na novela global Caminho das Índias.

Ponto de encontro
O restaurante do Hospital Santa Cruz tem sido pronto de encontro de políticos, por lá circulam figuras de peso como o ex-vereador Wolney Trindade, o ex-vereador Renê Barreto, o vereador Felipe Peixoto e o subsecretário de Direitos Humanos, Henrique Viana.

Olimpíada
Eduardo Caminha, secretário de Esportes, está se articulando para que Niterói possa ser uma alternativa de jogos, caso o Rio venha sediar as Olimpíadas de 2016. No sábado, vai acompanhar o Comitê Olímpico Internacional, em visita ao Rio.

Notas...

Trabalhando


O líder político Jayme Suzuki (foto), enquanto aguarda o chamado do prefeito para colaborar com a cidade, trabalha em seu Instituto, no bairro do Cafubá e cuida, com carinho, da inauguração de uma igreja evangélica na Região Oceânica. Ex-candidato a vereador do PSC, Jaime participou da equipe de transição de Jorge, na área de Segurança Pública.

Arte-Educação
A Universo está com inscrições abertas para o Curso de Pós-Graduação em Arte-Educação. O curso com vagas limitadas, Lato Sensu, é reconhecido e preparatório para Mestrado e Concurso. Informações na Rua Marechal Deodoro, 2623, Bloco B, terceiro andar ou pelo telefone 2138-4911.

NOTAS...


Adriana Ancelmo visita Pestalozzi

Na foto: Adriana Ancelmo e Lizair Guarino na Pestalozzi


Adriana Ancelmo, primeira dama do Estado, garantiu, durante visita à Associação Pestalozzi de Niterói, que vai lutar para que o Estado do Rio, a exemplo do Espírito Santo, Bahia e Paraná, assine um convênio de cooperação com as instituições que atendem as pessoas portadoras de deficiência, como o caso da Pestalozzi de Niterói. Adriana Ancelmo, que durante duas horas percorreu todas as unidades de atendimento da instituição em Pendotiba disse que o Estado do Rio tem que estar sempre na vanguarda.

A Presidente da Pestalozzi, Lizair Guarino, entregou à Primeira-Dama uma cópia do convênio celebrado entre o estado do Paraná e as associações Pestalozzi daquela região, que garante o repasse de merenda escolar, material didático e funcionários do Estado para trabalhar nas escolas especializadas da instituição.

Novo presidente
O tradicional Country Clube de Niterói tem novo presidente eleito, Alfredo Schnetzler. Os novos gestores prometem realizações para a melhoria do clube e para atender seus associados. No último dia 3, a sede do Country, em Pendotiba, foi pequena diante do número de associados e convidados para a festa de posse da nova Diretoria, que tem na presidência Alfredo Schnetzler e na vice-presidência Alfredo Camargo. Foi uma noite de muito glamour. Entre os presentes, Eduardo Caminha e Rosana, Sérgio Werneck, presidente da AABB e Marcos Nelson, presidente do Clube Central.

Título
O Vereador Carlos Macedo homenageou o Pr. José Wellington Bezerra da Costa com entrega de Título de Cidadão Niteroiense, medalhas José Cândido de Carvalho e José Clemente Pereira. Na foto, o vereador com seu filho Pablo e o Pr José Wellington.

sexta-feira, 10 de abril de 2009

CICLO DE LEITURAS DRAMATIZADAS

Guga Galo dirige nova leitura dramatizada

O Fórum de Artes Cênicas vai realizar a segunda leitura do Ciclo de Leituras Dramatizadas, com a peça ",O Sétimo Dia", de Ari Chan, no dia 27 de abril/2009 , segunda-feira, às 19h, na Sala Carlos Couto (Teatro Municipal), Rua 15 de Novembro, 30, centro de Niterói. Entrada Franca. Capacidade 60 lugares.

A segunda leitura será dirigida por Guga Gallo e estão no elenco, os atores Isaac Bardavid (Personagem: Avrum), Stella Fracho (Personagem: Rosa), Artur Marinho (Personagem: Isaac), Victor Vieira (Personagem: Mário), Diego D`Marchi (Personagem: Dr. Mauricio), Amanda Gonçalves (Personagem: Mara), Pablo Rossken (Personagem: Marcos), Aloana Gallo (Personagem: Nair), Bianca Dantos (Personagem: Sanny), Luca de Medeiros (Personagem: Sá Francisco), Francisco Joseh Falcão (Personagem: Manoel)

O espetáculo, se passa em uma vila, onde seus moradores , na maioria judeus, tradicionalíssimos, seguem à risca as tradições judáica. Na espera do sábado,dia que não trabalham, ficam com seus familiares para orarem, são surpreendidos.pela visita de mortos, que ali foram para resolverem pendências passadas.

Aplaudidos de pé

A Sala Carlos Couto- Teatro Municipal - foi pequena para abrigar o número de pessoas que foi assistir a leitura Dramatizada da peça " Sábado em Dia de Aleluia", texto de Martins Pena, dirigida por Antonio Carlos De Caz, que deu início ao Ciclo de Leituras Dramatizadas. No final, o diretor Antonio Carlos De Caz e o elenco foram aplaudidos de pé.

A escolha da peça de Martins Pena para abrir o Ciclo de Leitura foi uma sugestão do Secretário de Cultura, Claudio Valério, pela relação entre o dramaturgo e o diretor teatral, João Caetano, que tem uma história no Teatro Municipal.

A realização do Ciclo de Leituras Dramatizadas é da Secretaria Municipal de Cultura, Fundação de Arte de Niterói, Coordenação de Teatro e Fórum de Artes Cênicas, com apoio do Teatro Municipal e Sala Carlos Couto.

quinta-feira, 9 de abril de 2009

terça-feira, 31 de março de 2009

ARTIGO/ COMENTÁRIO

Comentário/ Artigo

Os especialistas em mídia e os grandes empresários começam a ver com outros olhos a Mídia Alternativa, principalmente os jornais alternativos, segundo o excelente artigo de Carlos Castilho, em consequência da crise mundial.

Em Niterói, especificamente, mesmo com a tradição marcante de 146 anos do Jornal O Fluminense e de A Tribuna, os dois diários da cidade e das antigas sucursais dos grandes jornais que aqui circulavam, a cultura predominante sempre foi a de alternativos. Já tivemos em décadas passadas, pelos idos de 70, cerca de 30 jornais alternativos circulando, com crise ou sem crise.

Aqui, os alternativos são como as Fênix, morrem e retornam. No momento, por mês estão em atividade, pelo menos, cerca de 15 alternativos, sejam semanários, quinzenários ou mensários.

Mário de Sousa


Jornalismo hiperlocal ganha adeptos na grande imprensa
Carlos Castilho - Observatório da Imprensa

Os grandes jornais começam a descobrir um filão informativo que até agora era explorado apenas por ativistas sociais e pesquisadores universitários. Trata-se da modalidade de jornalismo chamado hiperlocal voltado para a cobertura de comunidades sociais.

O novo formato jornalístico acaba de ser “abençoado” pelo jornal The New York Times que lançou o projeto Local , destinado a cobrir bairros da cidade de Nova Iorque, usando como principal matéria prima informações fornecidas pelos leitores e moradores.

Este formato já vinha sendo praticado há pelo menos quatro anos por alguns pioneiros como o site norte-americano Baristanet e estudado por pesquisadores como professor australiano Axel Bruns, que foi um dos meus orientadores informais na preparação do trabalho Produção Colaborativa Online de Notícias Locais, apresentado ao Departamento de Engenharia e Gestão do Conhecimento, na UFSC.

O projeto do Times está sendo desenvolvido em parceria com a escola de jornalismo da CUNY (City University of New York) numa iniciativa que conta com a participação do blogueiro e professor Jeff Jarvis . Três comunidades de New Jersey e duas do Brooklyn participam da primeira etapa do projeto que prevê a expansão para mais 20 outros bairros.

A cobertura comunitária voltou a ser uma preocupação da imprensa no auge da crise do modelo de negócios dos jornais, principalmente nos Estados Unidos. O segmento é visto como uma espécie de tábua de salvação no momento em que o público perde interesse nas notícias políticas bem como na informação internacional.

O noticiário local está associado ao surgimento da imprensa. O caso mais conhecido são os chamados Penny Papers (Jornais do Centavo) que revolucionaram a indústria dos jornais na Europa e nos Estados Unidos no século XIX. Os Penny Papers ofereciam uma alternativa até seis vezes mais barata que os jornalões da época, ao mesmo tempo em que substituíam as assinaturas pela publicidade paga como principal fonte de receita. Eles foram os precursores dos atuais jornais populares e sensacionalistas.

O retorno atual ao filão local acontece, no entanto, numa conjuntura totalmente diferente. A cobertura comunitária tornou-se demasiado cara para ser executada apenas por jornalistas profissionais, tornando quase compulsória a participação do público como fornecedor de notícias. Mas não é apenas o fator econômico que torna relevante a colaboração dos leitores.

As comunidades sociais são um manancial de conhecimentos essenciais na formulação de programas públicos para saúde, educação, moradia, segurança e transporte, capazes de contrabalançar a tendência dos burocratas de produzir projetos de escritório. É o chamado conhecimento tácito que necessita ser transformado em conhecimento explicito por meio da comunicação, num processo onde o jornalismo pode ter um lugar predominante.

Esta é a importância, por assim dizer teórica, da cobertura local e hiperlocal no jornalismo. Por outro lado, ela envolve não apenas mudanças de estratégias comerciais mas principalmente de alguns valores e rotinas adotados pelos jornalistas profissionais. O principal deles é a aceitação da colaboração e participação dos membros de comunidades sociais na produção das notícias locais.

O inchaço urbano tornou proibitivo o custo da cobertura jornalística localizada por conta das distâncias e concentração demográfica, ao mesmo tempo em que a internet disponibilizou para canais baratos rápidos de comunicação para os moradores até dos bairros mais pobres, como as favelas. Assim, a parceria entre cidadãos comuns e jornalistas não só é desejável como é inevitável, porque a cobertura local pode reaproximar os veículos de seus leitores.

A produção colaborativa de notícias é um fenômeno que está começando a ser estudado mas que ainda necessita de muita pesquisa de campo. O caso do projeto Locals é a primeira experiência séria no segmento dos grandes conglomerados jornalísticos. Mas entre jornais regionais e locais há dezenas de experiências em curso nos Estados Unidos, umas mais outras menos bem sucedidas.

Há pouco mais de um ano eu apresentei um projeto de cobertura hiperlocal envolvendo alunos de uma faculdade de comunicação e um jornal da rede RBS, no sul do Brasil. O projeto não foi aceito porque o jornal exigia o controle absoluto sobre a produção de notícias geradas a partir das comunidades sociais. Nem mesmo os estudantes de comunicação foram considerados confiáveis.

A insistência no controle é um obstáculo que inviabiliza a colaboração e participação porque transforma os membros de uma comunidade em virtuais empregados do jornal. Com isto a agenda da empresa tende a se sobrepor a agenda comunitária, mascarando a realidade local e dificultando a conversão do conhecimento tácito em explícito. É um comportamento que precisa ser alterado. Com o precedente do NYT, que ainda é a bíblia da mídia nacional, talvez as coisas comecem a mudar.

terça-feira, 24 de março de 2009

METAS PARA 2009


Foto: Ronaldo Brandão

Na foto, Jorge e José Vicente, no MAC

Jorge Roberto anuncia pacote de obras para 2009

Lembrando que este será um ano extremamente difícil por conta da crise mundial, que já se reflete nas finanças da cidade, com a redução dos royalties do petróleo em 75%, do ICMS em 5% e do Fundo de Participação dos Municípios em 20%, com expectativa de chegar a 40%, o prefeito de Niterói, Jorge Roberto Silveira, reuniu secretários, vereadores, entre outras autoridades, no Museu de Arte Contemporânea (MAC), no dia 19 de março, para anunciar suas metas de Governo para 2009, que englobam 35 ações e investimentos de R$ 19 milhões.

"Este não é, obviamente, o nosso programa para os quatro anos de Governo, mas o que pretendemos realizar durante o ano de 2009", afirmou Jorge Roberto, ao fazer também um balanço de seus dois meses de administração, como a normalização do pagamento de pessoal e a retomada das rotinas de limpeza urbana e manutenção da cidade, como desobstrução de rios, canais, bueiros, "que estavam a desejar", disse.

Jorge Roberto afirmou que muitas das prioridades anunciadas foram de demandas apresentadas durante a campanha, como em relação a pedidos de construções de creches comunitárias. Entre as 35 medidas que serão implementadas este ano pelo prefeito estão a criação de 16 pórticos de segurança na cidade, asfaltamento e drenagem de três ruas por mês na Região Oceânica e Pendotiba, a construção de um Módulo do Médico de Família no Morro do Alarico e a assinatura de um contrato com o escritório de Jaime Lerner para planejamento do trânsito na cidade, "pela sua capacidade no assunto", reforçou Jorge.

Na área do Trânsito, estão previstas ainda a colocação de novos semáforos e de sinalização horizontal das vias, além de um mergulhão na Avenida Marquês do Paraná, que será avaliado pelos técnicos de Jaime Lerner.

As primeiras intervenções do pacote de obras começam no final deste mês com o recapeamento das ruas Dr. March, Coronel Gomes Machado, Álvares de Azevedo e Praia de Icaraí. Para a Região Oceânica, esta previsto, também, o alargamento da Estrada Francisco da Cruz Nunes.

A implantação dos pórticos, segundo o prefeito, será uma medida que vai dar mais controle sobre os veículos que entram e saem da cidade. “A idéia é desestimular criminosos de virem para cá, porque a grande maioria dos crimes bárbaros que acontecem por aqui são cometidos por gente de fora”. O primeiro pórtico será idealizado pelo arquiteto Oscar Niemeyer. Ainda na área de Segurança, será estruturado o Gabinete de Gestão Integrada, que coordenará, dentro do Pronasci e junto com a Secretaria Municipal de Segurança, projetos voltados para a segurança da população.

No setor da Saúde, Jorge Roberto anunciou reformas nos hospitais Getúlio Vargas e Carlos Tortelly e a construção de um Módulo do Médico de Família no Morro do Alarico, em Santa Rosa. Na Educação, o prefeito pretende começar, em junho, um projeto piloto na escola Maestro Heitor Villa-Lobos, na Ilha da Conceição, implantando o horário integral para as crianças, que se estenderá a toda rede municipal. "Lugar de criança é na escola, assim a gente vai criar o País que a gente quer", destacou o prefeito, lembrando o projeto de Leonel Brizola, que previa horário integral nas escolas públicas.

A Cultura e o Turismo vão avançar, segundo Jorge Roberto, com a criação do Museu Popular Janete Costa, em dois casarões localizados na Rua Presidente Domiciano, no Ingá, haverá, também, a retomadas das obras do Museu do Cinema, a restauração da Ilha da Boa Viagem e o lançamento de 10 novos CDs pelo selo Niterói Discos.

A relação das obras para 2009:
1. Recapeamento geral das ruas de Niterói. As primeiras serão: Dr. March, Cel Gomes Machado, Álvares de Azevedo e Praia de Icaraí. (Início das obras: 30 de Março); Na seqüência virão: Tenente Osório, Presidente Pedreira, Ary Parreiras, Cel. Guimarães, Benjamin Constant, Gavião Peixoto, Herotides de Oliveira, Jornalista Irineu Marinho e Fagundes Varela.
2. Asfaltamento e drenagem de 3 ruas por mês nas regiões Oceânica e Pendotiba. As primeiras serão: Rua João Batista Lacerda, Rua Belmiro Siqueira (ambas em Piratininga) e Rua das Acácias (Itacoatiara).
3. Instalação de 6 unidades de apoio à pavimentação a fim de agilizar e baratear o asfaltamento das ruas da Zona Norte, Região Oceânica e Região de Pendotiba. Serão unidades não poluentes instaladas em Rio do Ouro, Pendotiba, Caramujo, Fonseca, Piratininga e Itaipu.
4. Reformulação do trevo da Estrada Francisco da Cruz Nunes em frente ao Multicenter.
5. Reforma do calçadão de Piratininga (já em andamento).
6. Reforma da praça e da orla de Jurujuba (já em andamento).
7. Maior entrosamento com a concessionária Águas de Niterói. Um exemplo é a correção no abastecimento de água em parte do Morro do Palácio.
8. Construção do médico de família no Morro do Alarico, na comunidade do Maceió, e reforma da creche do Morro do Cavalão.
9. Retomada no Transporte Eficiente.
10. Desapropriação dos imóveis da Rua Presidente Domiciano, Números, 178 e 182 para restauração e posterior criação do Museu Janete Costa de Arte Popular.
11. Projeto de restauração da Ilha da Boa Viagem
12. Restauração do Palácio Araribóia (já em andamento).
13. Projeto Itacoatiara, início com o calçamento da Rua das Acácias e Rua das Zínias.
14. Projeto Ilha da Conceição. Início com a licitação para a reforma do Centro Social Urbano marcada para o dia 27 de março.
15. Nova iluminação para o Parque Monteiro Lobato e Praia de Icaraí.
16. Levantamento e início dos serviços de iluminação pública em todas as ruas e comunidades de Niterói que ainda não dispõem do serviço.
17. Construção do Posto Médico do Largo da Batalha
18. Retomada do PAC da Vila Ipiranga e Capim Melado (já em andamento).
19. Projeto Piloto na escola Maestro Heitor Villa Lobos (Ilha da Conceição) para implantação de horário integral em toda a rede municipal de ensino
20. Grama sintética no campo de futebol do Morro do Estado
21. Retomada do selo Niterói Discos com 10 novos CDs este ano. Os artistas serão escolhidos através de festivais.
22. Conclusão em 60 dias de todas as obras de menor porte atualmente em andamento, como a reforma do calçadão da Praia das Flechas e do Jardim São João, entre outras.
23. 16 pórticos de segurança. O início das obras do primeiro pórtico se dará em um mês e meio a partir da entrega do projeto por Oscar Niemeyer.
24. Contrato com o escritório Jayme Lerner para a reestruturação do trânsito e dos transportes de Niterói.
25. Retomada das obras da Fundação Oscar Niemeyer (licitação realizada no dia 19 de março). Início dos serviços ficam na pendência de autorização da Caixa Econômica Federal.
26. Reforma do Memorial Roberto Silveira a ser feita pela Universidade Salgado de Oliveira.
27. Retomada das obras do Museu do Cinema.
28. Modificações no Caminho Niemeyer (a serem anunciadas e detalhadas na semana que vem).
29. Alargamento da Estrada Francisco da Cruz Nunes a partir do largo da Batalha.
30. Recapeamento das vias auxiliares da Estrada Francisco da Cruz Nunes.
31. Novos semáforos e sinalização horizontal
32. Reforma do Hospital Carlos Tortelly.
33. Reforma do Hospital Infantil Getúlio Vargas Filho.
34. Obras diversas na Garota do Surucucu.
35. Restauração da Igreja de São Domingos.

segunda-feira, 16 de março de 2009

JORGE, CABRAL e MOREIRA


Jorge Roberto se aproxima de Cabral e Moreira Franco

Jorge Roberto Silveira, prefeito de Niterói, teve dois encontros propositivos para o município, o primeiro com o governador Sérgio Cabral e o segundo com o ex-governador Moreira Franco, ambos do PMDB. Com Cabral, teve a promessa da liberação de 92 milhões de reais para as áreas de Saúde, Segurança, Habitação e infra-estrutura da cidade.

Da lista de pedidos do prefeito Jorge Roberto Silveira, com itens como a municipalização do Terminal Rodoviário Roberto Silveira e do Depósito Público, o governador prometeu atender a tudo. As principais medidas do pacote são: construção de um novo hospital, com a desapropriação do prédio do antigo Hospital Santa Mônica; instalação de 12 pórticos nas entradas da cidade e aumento do efetivo da PM; investimentos de 30 milhões de reais no PAC para os morros do Cavalão (Icaraí), Estado (Centro) e Nova Brasília (Engenhoca); e conclusão do Caminho Niemeyer.

Além dos acordos para obras no município, Sérgio Cabral, que veio acompanhado de seu vice Luiz Fernando Pezão e do presidente da Alerj, Jorge Picciani, logo que desceu da van, em frente à prefeitura, deu o tom de sua visita: "Meu prefeito Jorge Roberto". Foi nesta intimidade, que fechados numa sala no sexto andar da Prefeitura, começaram a conversar sobre as eleições em 2010.

Cabral articula a possibilidade de o PDT não ter candidato ao Governo do Estado e apoiar o seu nome, apoio que passa também pela candidatura ao Senado de Jorge Picciani. A conversa política se estendeu na última sexta-feira, no restaurante Olimpo, em Charitas, entre Jorge Roberto e o superintendente da Caixa Econômica Federal, o ex-governador Moreira Franco. No encontro, elogios de ambas as partes.

Os dois andaram afastados, mas há entre eles laços profundos de amizade, que passa pelo trabalho de Jorge Roberto Silveira, ainda jovem, na Assessoria de Imprensa de Moreira, quando este foi prefeito de Niterói.

Moreira Franco, mesmo sem mandato parlamentar, é a liderança maior do PMDB na cidade e, além das parcerias entre a Prefeitura e a Caixa Econômica, o encontro das duas lideranças, pode resultar na presença efetiva do PMDB no Governo Municipal. Por enquanto, são apenas conjecturas. Moreira Franco, é bom lembrar, quer voltar ao cenário político, e já é candidato a Câmara Federal.

Na foto: O governador, Sérgio Cabral, e o prefeito, Jorge Roberto Silveira (Ronaldo Brandão)

NO ROTARY

O jurista Afonso Feitosa e o secretário regional de Piratininga, Fábio Coutinho, em noite de Rotary na região Oceânica. Foto de Ademir Rebello.

FÓRUM MUNDIAL

O escritor e advogado Luis Lima Barreiros e a ministra Marina Silva no Fórum Mundial em Belém

GLAMOUR

Em noite de prosecco, boa música e muita gente bonita, a loja Unabella (Rua Tavares de Macedo, 215) lançou sua nova coleção de bolsas, acessórios e calçados. Na foto de Ronaldo Brandão, as irmãs Carolina e Camila Sili com Natália Barbosa.

MÚSICA E HUMOR

A atriz e ícone do transformismo no Brasil, Rogéria, apresenta espetáculo humorístico "Rogéria livre, leve e solta", no palco do bar Cruzz, em Piratininga, no dia 26 de março, a partir das 21h. O show contará com a participação da também transformista, Andréia Gasparelli.

FESTEJADA

Cristina Caparica, diretora da Neltur, foi festejada por amigos e familiares, no último dia 15, em comemoração ao seu aniversário.

COLUNA POLÍTICA

Amplamente negativa
Moradores da Estrada Muriqui Grande, em Pendotiba, reclamam que funcionários da Ampla fizeram vários cortes de árvores e bambus e deixaram os arbustos jogados na estrada, o que está dificultando a passagem dos veículos.

Contra a Cultura
A Ampla, após várias ameaças, conseguiu judicialmente retirar a Associação Fluminense de Belas Artes, de um prédio, no Ingá. Desde quando era a Cerj (hoje Ampla), a Associação mantinha sua sede lá. Isso tem mais de 30 anos e por muito tempo o local abrigou mestres das artes plásticas.

No entanto, não foi só esse "crime" da Ampla contra a cultura de Niterói. Logo após a Cerj ter sido vendida a um grupo estrangeiro, a companhia de energia elétrica acabou com um centro cultural e galeria de arte, que funcionava no prédio da Rua barão do Amazonas. Fechou, também, uma das mais importantes galerias de arte, que era uma referência na cidade, a Galeria do Campo, em Icaraí.

E o mais grave: a Ampla acabou com o único Museu de Eletricidade do Estado do Rio de Janeiro, que funcionava na Alameda São Boaventura. Este Museu abrigava um importante acervo, tanto documental, como de peças que contavam a história da Eletricidade no Estado do Rio.

Comemorando
Aloisio Lessa, secretário do Diretório municipal do PPS, comemorou aniversário de sua esposa Mara Campos, fazendo um cruzeiro pelo Panamá e o Caribe. Já a coordenadora do partido para o interior do Estado, Jane Cardoso, comemorou com sua neta, num cruzeiro por Mar del Plata. Os dois já estão em plena atividade no partido.

Prêmio de qualidade em gestão
O Instituto Vital Brazil (IVB) ganhou prêmio de qualidade em gestão pelo Programa Escola de Fábrica. A premiação, realizada na última terça-feira, 10 de março, foi oferecida pelo Programa de Excelência em Gestão da Secretaria de Estado de Saúde e Defesa Civil (Sesdec), à qual o instituto é vinculado. "O Vital Brazil vem crescendo e se destacando no que diz respeito à gestão", parabenizou Kátia Mota, Assessora de Qualidade da Secretaria.

O projeto Escola de Fábrica é um programa de iniciação científica e profissional de jovens, baseado no desenvolvimento de estratégias protetoras da vida. Os responsáveis pelo programa no IVB, além de receberem um certificado de terceiro lugar na categoria "Equipe", ganharam, também, um notebook do Governo do Estado.

Maratona
O deputado estadual Comte Bittencourt, presidente regional do PPS, está numa maratona pelo Noroeste Fluminense, passando por Macaé, Rio das Ostras, Quissamã e Campos, fazendo contatos político e promovendo o fortalecimento do partido.